Justiça italiana absolve CEO da Pirelli no 'caso Kroll' (2)

MILÃO, 09 FEV (ANSA) - A Corte de Apelação de Milão absolveu nesta quinta-feira (9) o ex-presidente da Telecom Italia (2001-2006) e atual CEO da Pirelli, Marco Tronchetti Provera, da acusação de receptação no chamado "caso Kroll".   

Em primeira instância, o executivo havia sido condenado a um ano e oito meses de prisão, com pena suspensa, mas acabou absolvido em segundo grau, em junho de 2015. No entanto, a Corte de Cassação de Roma, instância máxima da Justiça italiana, anulou a sentença em fevereiro do ano passado e pediu um novo julgamento de apelação.   

O processo se refere a possíveis interceptações e espionagens realizadas pela empresa de vigilância Kroll em 2004, época em que a Telecom Italia enfrentava uma batalha pelo controle da Brasil Telecom, futura Oi.   

De acordo com a denúncia, uma equipe de Provera teria roubado dados de um computador da Kroll, que havia sido contratada pelo banco Opportunity, comandado por Daniel Dantas. A instituição financeira brigava pelo controle da operadora brasileira com a Telecom Italia e fundos de pensão.   

No entanto, o CEO da Pirelli sempre alegou que tinha sido vítima de espionagem, e não o contrário. "Depois de tantos anos, acho que chegou um dia muito importante de esclarecimento. A frase fácil a se dizer é que, tendo confiança na Justiça, se obtém justiça", declarou Provera, que renunciara à prescrição para provar sua inocência. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos