Chancelaria da Itália pode ter sido alvo de hackers russos

ROMA, 10 FEV (ANSA) - O Ministério das Relações Exteriores da Itália (Farnesina) teria sido vítima de um ataque de hackers no período em que o atual primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni, era ministro da pasta.   

Segundo a publicação "The Guardian", citando fontes do governo italiano, o ataque teria sido realizado por russos, que têm agido sob ordens do "Estado russo". No entanto, a acusação não foi confirmada, e Gentiloni não foi vítima porque "evitou usar e-mails enquanto era ministro das Relações Exteriores".   

Ainda de acordo com a autoridade, nenhuma "informação confidencial" ou "secreta" foi roubada por hackers, porque não foram capazes de acessar a camada de dados "criptografados". A procuradoria de Roma iniciará as investigações. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos