Trump muda tom e promete honrar política da 'China única'

PEQUIM E WASHINGTON, 10 FEV (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu homólogo chinês, Xi Jinping, conversaram pela primeira vez por telefone na noite desta quinta-feira (9) e o norte-americano prometeu que irá honrar a política da "China única".   

A mudança de tom veio depois do magnata telefonar para a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, no início de dezembro, e irritar os chineses - que chegaram a fazer um protesto formal.   

Segundo a Casa Branca, o telefonema "foi longo e extremamente cordial" e os dois mandatários fizeram convites mútuos para visitas aos seus respectivos países. "Os dois líderes discutiram sobre diversos temas e o presidente Trump, sob pedido do presidente Xi, concordou em honrar a nossa política de 'um China única'", destacou o porta-voz do governo.   

Trump e Xi Jinping ainda confirmaram que "irão se empenhar em discussões e negociação sobre várias questões de recíproco interesse" e expressaram "os melhores desejos ao povos dos dois países".   

Do lado chinês, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Lu Kang, emitiu nota em que confirma a "mudança" de posição de Trump. "Deve ser bem notado, que trata-se de um princípio com base nas relações entre China e EUA. Trump expressou esse compromisso e nós o apreciamos", informou Kang.   

O porta-voz ainda acrescentou que permanece invariado o compromisso de Pequim "para definir um novo tipo de laços com as maiores potências" e lembrou que as duas nações "representam um quarto da população mundial, um terço do PIB global e um quinto do comércio global. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos