Governo Trump reforça ação anti-imigrantes e prende milhares

NOVA YORK, 11 FEV (ANSA) - As autoridades dos Estados Unidos prenderam ao longo desta semana milhares de pessoas em uma ofensiva contra a imigração clandestina no país, resultado da ordem executiva assinada pelo presidente Donald Trump no fim de janeiro.   

As detenções ocorreram nos estados de Illinois, Geórgia, Nova York, Califórnia, Carolina do Sul e Carolina do Norte. O objetivo da medida é cumprir a promessa do republicano de deportar 11 milhões de imigrantes ilegais, incluindo 3 milhões que teriam antecedentes criminais.   

O Departamento de Segurança Nacional recebeu ordens para buscar não apenas aqueles condenados pela Justiça, como fazia o governo do democrata Barack Obama, mas também os que são apenas suspeitos de cometerem crimes. As cidades mais atingidas até aqui foram Atlanta, Chicago, Nova York e Los Angeles.   

A ordem executiva, assinada apenas seis dias após a posse de Trump, é um dos pilares de sua política de combate à imigração, que inclui a construção de um muro de pelo menos US$ 15 bilhões na fronteira com o México e um decreto que suspende por 90 dias a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana: Irã, Iraque, Síria, Iêmen, Sudão, Somália e Líbia.   

No entanto, essa última medida foi bloqueada por uma liminar e agora deve ser julgada pela Suprema Corte dos Estados Unidos.   

"Continuaremos tomando todas as ações necessárias para impedir o ingresso em nosso país de terroristas e extremistas radicalizados. Hoje precisamos dar passos firmes para estarmos certos de nossa segurança no futuro", disse o presidente em sua mensagem de fim de semana aos norte-americanos.   

Trump estuda inclusive elaborar uma nova ordem executiva sobre a imigração de países islâmicos para não ter de esperar a decisão final da Justiça. "Precisamos fazer isso rápido por razões de segurança", declarou, durante uma viagem à Flórida. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos