Prefeita promete decisão sobre estádio da Roma até março

ROMA, 12 FEV (ANSA) - A prefeita Virginia Raggi afirmou neste domingo (12) que os procedimentos para a aprovação do projeto de construção do novo estádio da Roma devem ser concluídos até o próximo dia 3 de março.   


Segundo ela, o poder municipal está concentrado na "revisão final" da proposta da arena, que será levantada no bairro de Tor di Valle, na zona sul de Roma, e terá capacidade para 60 mil pessoas. O projeto também prevê uma área de entretenimento com lojas, restaurantes e espaço para eventos. No início de fevereiro, a Prefeitura de Roma deu um parecer desfavorável à realização do estádio, alegando problemas em relação à "segurança viária e hidráulica" e "carência" de estacionamentos, viabilidade, transporte público e documentos.   


As objeções revoltaram a Roma e fizeram o clube giallorosso iniciar uma ofensiva nas redes sociais e na imprensa, capitaneada pelo ídolo Francesco Totti e pelo técnico Luciano Spalletti, para pressionar Raggi.   


"Estamos muito concentrados na revisão final do projeto para a realização do estádio. Com base em um percurso para concluir o procedimento até 3 de março, iniciamos trabalhos técnicos com os proponentes. O objetivo é trabalhar com determinação na viabilidade do projeto, respeitando as regras", escreveu Raggi no site oficial da Prefeitura.   


O vice-presidente da Câmara dos Deputados da Itália, Luigi Di Maio, expoente do Movimento 5 Estrelas (M5S), o mesmo partido da prefeita de Roma, também garantiu que o estádio será feito.   


"Esse é o nosso objetivo. Como será feito, vai depender das tratativas em curso para respeitar os valores do nosso programa", destacou.   


O principal temor alegado por Raggi é de que a arena do clube giallorosso dê início a um processo de especulação imobiliária e gentrificação no bairro de Tor di Valle. Nas últimas semanas, a prefeita tem enfrentado uma enorme crise política devido a supostas irregularidades na nomeação de seu gabinete.   


A própria Raggi é investigada por abuso de poder e falso testemunho, e um assessor de destaque da Prefeitura, o secretário de Urbanismo Paolo Berdini, foi flagrado chamando a chefe municipal de "despreparada" e sugerindo que ela tinha um caso com seu ex-chefe de gabinete Salvatore Romeo.   


Berdini seria justamente o responsável por analisar o projeto do estádio da Roma, mas é provável que seja demitido nos próximos dias. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos