Torre Eiffel era alvo de jihadistas presos pela França

PARIS, 13 FEV (ANSA) - As autoridades francesas descobriram nesta segunda-feira (13) que a torre Eiffel, a praça da Comédie, em Montpellier, e uma discoteca eram os principais alvos do ataque terrorista planejado pelas quatro pessoas presas na última sexta-feira (10).   

Segundo as autoridades, os destinos foram descobertos após uma análise nos computadores dos jihadistas.   

Sarah e Thomas, que tem entre 16 e 21 anos, foram detidos durante uma operação policial em Montpellier, no sul da França, junto com mais dois suspeitos em um apartamento usado como um "laboratório" para a preparação de um explosivo Tatp. De acordo com as autoridades, a adolescente de 16 anos teria jurado fidelidade ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI, ex-Isis) em um vídeo publicado na internet.   

No fim de semana, os suspeitos foram transferidos para a sede da Direção Nacional de Antiterrorismo em Levallois-Perret, próximo a Paris. Segundo fontes da Inteligência francesa, as prisões foram efetuadas após o monitoramento de diversas contas em redes sociais. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos