Italianos creem que máquinas 'roubarão' empregos em 10 anos

ROMA, 14 FEV (ANSA) - A maior parte dos italianos acredita que as máquinas irão "roubar" grande parte dos empregos na próxima década, revelou um pesquisa feita pela Associação Italiana de Informática e Cálculo Automático (Aica) e pela SDA Bocconi.   

Segundo a pesquisa, 87% dos italianos entrevistados acreditam que os robôs substituíram as pessoas nas atividades que exigem esforço físico e 92% nas atividades intelectuais. O estudo mostrou que 60% dos entrevistados acreditam que, das tecnologias conhecidas atualmente, a impressão em 3D, a arquitetura de nuvem, a internet das coisas e as máquinas automatizadas serão as mais utilizadas no futuro. A pesquisa entrevistou tantos líderes de empresas, como estudantes de 15 escolas da Itália, empreendedores de startups de vários setores e chefes de departamento pessoal.   

"É complexo dizer se o trabalho será destruído ou reinventado em outras perspectivas em relação à atualidade, mesmo se as relevações tendem a demonstrar que até o trabalho intelectual sofrerá pela substituição homem-máquina", dizem os professores da SDA Bocconi e autores da pesquisa, Alfredo Biffi e Pierfranco Camussone. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos