Itália bate recorde de exportações agroalimentares em 2016

ROMA, 16 FEV (ANSA) - Conhecida no mundo todo pela sua culinária, a Itália bateu em 2016 seu recorde de exportações de produtos agroalimentares, como queijos, azeites, presuntos, massas e vinhos.   

No ano passado, as vendas dessas mercadorias para o exterior totalizaram 38,4 bilhões de euros, um crescimento de 4% em relação a 2015 e a cifra mais alta na história da Itália.   

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (16) pela Confederação Nacional dos Cultivadores Diretos (Coldiretti), com base em indicadores fornecidos pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat).   

Quase dois terços dessas exportações foram direcionados a países da União Europeia, mas o "made in Italy" vem ganhando força nos principais mercados do mundo, da América à Ásia - a exceção é a Rússia, alvo de sanções econômicas da UE.   

O segundo maior mercado para produtos agroalimentares italianos está nos Estados Unidos, que compraram 3,8 bilhões de euros em itens "made in Italy" em 2016. No entanto, segundo a Coldiretti, esse resultado pode ser ameaçado pelas políticas protecionistas do presidente Donald Trump.   

Os produtos dessa categoria mais procurados fora das fronteiras italianas são: vinhos, frutas e legumes frescos, queijos, azeites e embutidos. "Estamos nos aproximando do objetivo de atingir 50 bilhões de euros em exportações no setor em 2020", disse o ministro de Políticas Agrícolas da Itália, Maurizio Martina. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos