Equador terá 2º turno nas eleições entre Moreno e Lasso

QUITO, 23 FEV (ANSA) - Após uma polêmica e longa apuração de votos, o Conselho Nacional Eleitoral (CNE) do Equador anunciou que o país terá um segundo turno nas eleições presidenciais entre o candidato governista Lenín Moreno e o opositor Guillermo Lasso.   

Segundo os dados divulgados nesta quinta-feira (23), com 99,53% das urnas apuradas, Moreno conquistou 39,35% dos votos contra 28,10% de Lasso. A legislação equatoriana aponta que, para vencer em primeiro turno, o candidato precisa ter 40% dos votos e ter mais que 10% de vantagem sobre o segundo colocado.   

Antes de confirmado o resultado, o governista usou as redes sociais para pedir "tolerância e respeito" na sociedade.   

"Se houver um segundo turno, o farei com o mesmo amor e dedicação, escutando as pessoas. Seguiremos com nossa missão por todo o Equador. Nós somos gente decente e de paz. O Equador é de tolerância e respeito e vamos construir isso juntos", escreveu Moreno.   

Agradecendo o apoio de todos os equatorianos, Lasso afirmou que o segundo turno "é um triunfo de todos os equatorianos". "Meu compromisso é de seguir lutando pela democracia, pela liberdade e pelo direito de prosperar de cada equatoriano em um país solidário", escreveu no Twitter.   

O segundo turno no Equador está marcado para o dia 2 de abril.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos