Itália condena 'Serial Killer de gatos' a 3 anos de prisão

BERGAMO, 1 MAR (ANSA) - O Tribunal de Bergamo, na Itália, condenou nesta quarta-feira (1) um homem de 43 anos acusado de maltratar e matar centenas de gatos a 3 anos e 6 meses de prisão.   

Batizado de "serial killer de gatos", o assassino de gatos comprava os felinos de mulheres que haviam publicado anúncios na internet. Após recebê-los, ele tortura, matava os animais e filmava tudo. Em seguida, enviava os vídeos e fotografias para seus contatos no WhatsApp, aplicativo de mensagens instântaneas.   

Em dezembro do ano passado, o homem já havia sido condenado a 2 anos. No entanto, depois de um longo processo, a justiça determinou uma nova punição, que inclui o cumprimento de dois anos em liberdade condicional.   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos