Napoli culpa arbitragem 'vergonhosa' por derrota para Juventus

ROMA, 01 MAR (ANSA) - Derrotado pela Juventus por 3 a 1 na partida de ida das semifinais da Copa da Itália, o Napoli partiu para o ataque contra o árbitro Paolo Valeri após o clássico da última terça-feira (28), em Turim, em uma polêmica que já chegou até à política.   


Assim como no duelo da semana passada contra o Real Madrid pela Liga dos Campeões da Europa, o time napolitano saíra na frente no placar, mesmo jogando fora de casa, mas permitiu a virada.   


Contudo, no confronto da Copa da Itália, a Juve alcançou a vitória com dois pênaltis duvidosos.   


"Fizemos um belo primeiro tempo, e o resultado mudou por causa das decisões do árbitro", declarou o goleiro Pepe Reina após a partida. Na segunda penalidade, o juiz marcou falta em um toque do arqueiro no meio-campista Juan Guillermo Cuadrado, embora ele tenha acertado primeiro a bola. "O resultado foi condicionado pelo árbitro, a Itália inteira viu", acrescentou.   


Já o diretor esportivo do Napoli, Cristiano Giuntoli, chamou as decisões de Valeri de "vergonhosas". "São coisas que acabam com o futebol italiano", afirmou. Além disso, a conta oficial do clube no Twitter, ao publicar o resultado final do jogo, escreveu: "Se assistirem às partidas na 'Rai', façam-no sem áudio". Segundo a equipe, o narrador Gianni Cerqueti e o comentarista Roberto Rambaudi foram "parciais" em favor da Juventus.   


Para aumentar ainda mais a raiva dos napolitanos, torcedores da Velha Senhora entoaram coros discriminatórios pedindo para o vulcão Vesúvio "lavar" os rivais "com fogo". "Ontem [28], em Turim, sofremos uma injustiça contínua, sem fim, uma partida condicionada por recorrentes erros de arbitragem, tudo temperado por coros vergonhosos contra a cidade", disse o prefeito de Nápoles, Luigi de Magistris.   


Já o argentino Paulo Dybala, que convertera os dois pênaltis, saiu em defesa da camisa bianconera. "Quando a Juventus estiver em campo e marcarem um pênalti a favor, sempre haverá polêmicas.   


Quando não marcam, ninguém diz nada", declarou a "joia", acrescentando que o resultado foi "justíssimo".   


Na partida de volta, o Napoli precisará derrotar a Juve no San Paolo por pelo menos 2 a 0. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos