Brasil extradita traficante de drogas italiano

BRASÍLIA, 03 MAR (ANSA) - O governo brasileiro extraditou o traficante de drogas italiano Paolo Minuto, condenado em seu país de origem a seis anos e meio de reclusão.   


O pedido de repatriação do criminoso havia sido feito por Roma em dezembro de 2016, e Minuto deverá cumprir os cinco anos e nove meses que ainda faltam de sua pena. A extradição ocorreu na última quarta-feira (1º).   


Segundo comunicado do governo, o processo de cooperação entre Brasil e Itália foi realizado pelo Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI), ligado ao Ministério da Justiça, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores e a Interpol.   


Nos últimos anos, casos similares colocaram os dois países frente à frente, como o do ex-ativista italiano Cesare Battisti, que foi mantido no Brasil por decisão do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e do ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado no processo do mensalão e extraditado pela Itália. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos