Morre mulher símbolo da luta contra Ebola

ROMA, 3 MAR (ANSA ) - Considerada personalidade do ano de 2014 pela revista "Time", a sobrevivente da doença Ebola Salomé Karwah morreu na Libéria depois de sofrer complicações após o parto de seu quarto filho.   

Karwah faleceu em Monróvia, capital da Libéria, no dia 21 de fevereiro. Após ter uma convulsão durante o parto por cesariana, a enfermeira precisou ser transferida de hospital. No entanto, segundo seu marido James Harris, a equipe médica, por medo, se recusou a tocar em Karwan, pois tinha conhecimento do fato de que ela era uma sobrevivente do Ebola, e estava com medo de contrair o vírus.   

"Tive que ir pessoalmente à emergência buscar uma cadeira de rodas para levar a minha mulher para a sala de cirurgia", disse Harris à BBC.   

As autoridades locais confirmaram que o caso está sob investigação, já que Karwah pode ter sido vítima de negligência dos profissionais do hospital.   

Salomé Karwah se tornou símbolo da luta contra o Ebola, ao ter contraído o vírus quando tratava pacientes infectados. Ela foi uma das cinco pessoas que foram destacadas pela "Time" como exemplo de luta contra a doença.   

Durante a epidemia, Karwah perdeu a mãe, pai, irmão, tios, primos e uma sobrinha. A Libéria foi o país mais atingido pela epidemia mundial do Ebola e perdeu mais 4,8 mil pessoas entre 2013 e 2016, vítimas do surto. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos