'Se for culpado, quero pena dobrada', diz Renzi sobre pai

ROMA, 03 MAR (ANSA) - O ex-primeiro-ministro da Itália Matteo Renzi comentou pela primeira vez, nesta sexta-feira (3), o inquérito da Procuradoria da República em Roma que investiga seu pai, Tiziano Renzi, por tráfico de influência.   

Em entrevista ao programa "Otto e mezzo", do canal "La7", o ex-premier disse que, no passado, os parentes de políticos sempre buscavam um modo de "evitar os processos".   

"Eu sou feito de outro modo: para mim, os cidadãos são todos iguais. Mais do que isso: se meu pai, segundo os magistrados, cometeu qualquer coisa, espero que o processo seja concluído rapidamente. Se for culpado de verdade, deve ser condenado mais que os outros para dar um exemplo, com uma pena dobrada", afirmou.   

Tiziano é suspeito de ter usado seu nome para levar a Consip, central de aquisições de bens e serviços do governo italiano, a fechar contratos com o grupo imobiliário do empresário Alfredo Romeo, preso na última quarta-feira (1º).   

De acordo com a Guarda de Finanças, o pai do ex-primeiro-ministro mantinha relações próximas com o CEO da Consip, Luigi Marroni, e, ao lado do também empresário e amigo Carlo Russo, teria induzido Romeo a prometer "vantagens de conteúdo econômico" em troca de sua mediação.   

"Sobre aquilo que fez meu pai, ele é quem deve responder aos juízes", acrescentou Renzi, ressaltando que conhece os "valores" de sua família e lembrando que Tiziano já foi absolvido uma vez, em um processo por falência fraudulenta.   

O pai do ex-premier depôs por mais de três horas nesta sexta-feira, em Roma, e afirmou que se aproveitaram de seu sobrenome. "Nunca peguei dinheiro, trata-se de um evidente caso de abuso de sobrenome", disse aos investigadores. Tiziano também garantiu que não conhecia Romeo e que jamais foi à sede da Consip. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos