Sem-teto é queimado vivo em Palermo e choca Itália

PALERMO, 11 MAR (ANSA) - Um italiano morador de rua foi queimado vivo em Palermo durante a madrugada de hoje (11), em um caso que provocou revolta em todo o país. A vítima foi identificada como Marcello Cimino, de 45 anos. O Corpo de Bombeiros fora acionado para averiguar uma denúncia de incêndio, mas, chegando ao local, encontrou o homem carbonizado.   

A polícia trabalha com a hipótese de homicídio e prendeu um suspeito. Marcello Cimino, que não tinha moradia fixa, dormia dentro da paróquia São Francesco, na praça Cappuccini, embaixo de um batente de porta. Uma câmera fixa de vigilância registrou o momento em que uma pessoa se aproxima de onde Cimino dormia. Os bombeiros encontraram vestígios de líquido inflamável no local, o que reforça a ideia de um crime premeditado. A família do sem-teto contou que ele havia passado por momentos difíceis, como um divórcio e a perda de seu emprego, e que, por isso, tinha se isolado para "esquecer" o sofrimento. "Quem fez isso não é humano", disse uma das filhas de Cimino. Vindo de uma família de sete filhos, o sem-teto tinha se separado há três anos. Deixou o apartamento da esposa na Via Vincenzo Barone para morar com sua mãe em uma casa popular.   

Depois, decidiu viver na rua. A família tentou fazê-lo voltar para casa, sem sucesso. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos