Difamação contra heróis comunistas pode virar crime na China

PEQUIM, 14 MAR (ANSA) - Aquele que prejudicar a reputação e honra dos 'heróis e mártires' comunistas da China poderá ser julgado por delito civil, é o que diz o novo projeto de lei apresentado em Beijing, que sugere uma restrição no entendimento dos acontecimentos históricos do país.   

De acordo com a agência estatal Xinhua, a proposta foi entregue para a Assembleia Nacional Popular para ser ratificada durante a sessão parlamentar anual da China, que termina nesta quarta-feira (15).   

"Qualquer um que prejudica o nome, imagem, reputação e honra dos heróis e mártires, destruindo o interesse público, terá que responder com base na responsabilidade civil", diz o projeto.   

Nos últimos anos, acadêmicos e intelectuais têm aumentado a pressão para aderir às interpretações oficiais do Partido Comunista da China (PCC) em questões de natureza histórica. Em janeiro, um professor da Universidade de Pequim foi forçado a se aposentar por criticar o fundador da China comunista, Mao Zedong.   

Por sua vez, um escritor também foi considerado culpado de difamação por ter duvidado das famosas histórias dos soldados do PCC que se sacrificaram na batalha contras às forças durante a invasão japonesa.   

"De acordo com os delegados do Congresso, algumas pessoas têm maliciosamente difamado os heróis e mártires insultando-os através da distorção da verdade, prejudicando o interesse público e causando um impacto negativo na sociedade", acrescentou a agência. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos