Apesar de irregularidades,Carf reduz acusações contra Neymar

SÃO PAULO, 16 MAR (ANSA) - Em audiência durante toda a quarta-feira (15), o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) confirmou que houve irregularidades na venda de Neymar, então atacante do Santos, para o Barcelona em 2013.   


No entanto, duas das cinco infrações cometidas pelo jogador e seus familiares tiveram o recurso da defesa acatados pela entidade - o que deve reduzir substancialmente o valor da multa que deve ser paga por ele.   


As vitórias foram em referência ao fato de não haver irregularidades na contratação da N&N Consultoria pelo Barcelona e no fato da NR Sports receber pagamentos referentes à contratos de patrocínio. Com isso, o valor da autuação de R$ 188,9 milhões deve cair significativamente. A Procuradoria Geral da Fazendo informou que vai recorrer da decisão.   


Já as outras três infrações (referentes aos pagamentos às empresas da família de Neymar) foram mantidas e com alíquotas para pessoa física, de 27,5% - ao contrário do pagamento feito por pessoa jurídica, que fica entre 15% e 25%.   


O processo no Carf começou em janeiro e investiga os pagamentos de taxas na venda de Neymar, que foi concretizada em 2013, mas que teve os primeiros contratos assinados dois anos antes.   


O caso também é alvo de uma investigação judicial na Espanha, que pode levar Neymar, seus pais, o ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell e o ex-presidente do Santos Odilio Rodrigues a uma condenação de prisão por corrupção e fraude. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos