Ataque contra barco com imigrantes mata mais de 30 no Iêmen

SANAA, 17 MAR (ANSA) - Mais de 30 imigrantes morreram em um bombardeio aéreo contra o barco que usavam para fugir do Iêmen para o Sudão, informou a Organização das Nações Unidas nesta sexta-feira (17).   

O número exato de mortos é divergente: enquanto a Organização Internacional para a Migração (OIM) informou que 31 pessoas faleceram, autoridades iemenitas divulgaram que há 33 vítimas fatais e 80 resgatados. O que se sabe é que crianças e mulheres estão entre os mortos.   

O ataque ocorreu ontem (16) e ainda não está claro quem realizou a ação militar, mas fontes locais acusam a coalizão árabe, que luta contra os rebeldes houthis, pelo bombardeio.   

O bombardeio ocorreu no estreito de Bab-el-Mandeb, que é constantemente vigiado e sobrevoado por aeronaves da coalizão árabe. O Iêmen está em conflito desde 2015, quando ocorreu uma insurreição da etnia houthi contra o governo local, acusado de discriminação pela minoria étnica.   

Desde então, a Península Árabe - com o apoio dos Estados Unidos - decidiu apoiar o então governo iemenita e combate os houthis.   

Com isso, ataques aéreos são realizados diariamente em diversas regiões do país, incluindo a capital Sanaa. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos