EUA ameaçam usar 'opção' militar contra Coreia do Norte

ROMA, 17 MAR (ANSA) - O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, afirmou nesta sexta-feira (17) que a "paciência estratégica" em relação ao programa nuclear da Coreia do Norte está acabando e não descartou a possibilidade de usar uma "opção militar" contra o país.   

"Certamente, nós não queremos isso, de deixar as coisas chegarem a um conflito militar. Mas, se eles elevarem o nível de ameaça dos programas de armamentos a um nível que pede essa ação, então essa opção estará na mesa", disse em coletiva de imprensa durante uma visita a Coreia do Sul.   

Para o secretário de Estado, a "desnuclearização é a única estrada para a Coreia do Norte para obter segurança e estabilidade econômica" para toda a região asiática.   

Tillerson ainda defendeu a existência de um sistema antimísseis norte-americano na Coreia do Sul, fato que irrita profundamente a China, mas que, segundo o secretário de Donald Trump, é fundamental para proteger os sul-coreanos de Pyongyang.   

O sistema Thaad (Terminal High Altitude Area Defense) consegue neutralizar mísseis de curto e médio alcance e é considerado pelos chineses como uma forma de Washington causar um desequilíbrio de forças estratégicas na região.   

Durante a coletiva, o norte-americano ainda criticou o governo chinês por "não fazer o suficiente" para frear o ditador Kim Jong-un de seus planos nucleares. A China é o maior parceiro comercial dos norte-coreanos, mas tem se mostrado cada vez mais incomodada com os constantes testes nucleares promovidos pelo ditador. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos