Senador posta foto com Assad e vira polêmica na Itália

SÃO PAULO, 21 MAR (ANSA) - O senador italiano Antonio Razzi, do partido de Silvio Berlusconi, Força Itália, virou polêmica no país nesta terça-feira (21) após postar em suas redes sociais uma selfie sorridente ao lado do presidente sírio Bashar al-Assad.   

Razzi foi a Damasco, capital da Síria, com um grupo de deputados europeus e russos para debater uma alternativa de paz para o país, devastado por seis anos de uma sangrenta guerra civil e internacional. A publicação da imagem nas redes sociais causou ironia dos internautas italianos e duras críticas dos jornais do país.   

"Não nos faz rir. E perdeu o senso do limite, além do ridículo.   

A selfie com o ditador só causa pena, tristeza e também raiva", escreveu um dos colunistas do "Corriere della Sera", Pierluiggi Battisti. Já um artigo publicado no "Il Fatto Quotidiano", pelo escritor Shady Hamadi, classificou a imagem como "uma vergonha sem limites". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos