Procuradoria da Coreia do Sul pede prisão de ex-presidente

PEQUIM, 27 MAR (ANSA) - A Procuradoria da Coreia do Sul afirmou nesta segunda-feira (27) que tem a intenção de pedir um mandato de prisão para a ex-presidente do país, Park Geun-hye, que deixou sofreu um processo de impeachment. O Ministério Público do país disse que pediu a um tribunal da capital sul-coreana o mandato de prisão e que a Corte do Distrito Central de Seul afirmou que haverá uma audiência na próxima quinta-feira (30) para decidir se o pedido será concedido. A notícia vem poucos dias depois que a ex-mandatária, a primeira mulher a ser eleita democraticamente na nação asiática, prestar depoimento por mais de 21 horas para dar explicações sobre as acusações de abuso de poder e corrupção. Park está envolvida em um escândalo de corrupção envolvendo sua amiga e confidente, a empresária Choi Soon-sil. Os procuradores sul-coreanos já haviam examinando a possibilidade de emitir uma ordem de prisão contra a ex-presidente, que responde, ao todo, a 13 denúncias da Justiça do país. A Procuradoria sul-coreana afirmou que Park é "suspeita e cúmplice" de Choi em vários delitos da empresária, que aproveitava a influência que tinha com a mandatária para extorquir milhões de dólares de empresas do país e exercer poder em assuntos do governo, como nomeações. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos