Coreia do Sul acha restos mortais em balsa afundada em 2014

PEQUIM, 28 MAR (ANSA) - As autoridades da Coreia do Sul encontraram restos humanos nos destroços da balsa Sewol, que naufragara em 16 de abril de 2014, deixando 304 mortos, e foi retirada do fundo do mar no último dia 23 de março, quase três anos após a tragédia.   

Os corpos foram achados em uma das cabines de passageiros da embarcação e devem pertencer a algumas das nove vítimas que continuam desaparecidas. Os restos mortais incluem pedaços de ossos humanos de quatro a 18 centímetros e serão analisados por médicos legistas.   

Enquanto isso, a operação para rebocar a balsa até o porto de Mokpo foi suspensa. O naufrágio da Sewol é considerado a maior tragédia marítima da história da Coreia do Sul, e a maioria de suas vítimas eram estudantes em um passeio escolar.   

O comandante da balsa, Lee Joon-seok, foi condenado em segunda instância à prisão perpétua por homicídio, negligência e abandono de navio. Outros 14 tripulantes foram sentenciados a penas de 18 meses a 12 anos de reclusão.   

Acredita-se que a embarcação levava o dobro da carga permitida e que houve erros humanos durante o processo de evacuação. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos