Ato contra mudança em lei eleitoral causa morte no Paraguai

ASSUNÇÃO, 1 ABR (ANSA) ? Após os senadores aprovarem uma polêmica lei eleitoral que permite a reeleição do presidente no país, manifestantes invadiram o Congresso em Assunção e enfrentaram os policiais. De acordo com a mídia local, ao menos uma pessoa morreu e outras 15 ficaram feridas.   

O confronto começou na noite desta sexta-feira (31) em frente à sede do legislativo e as unidades de força usaram jatos d?água para afastar os manifestantes. No entanto, um grupo conseguiu invadir o Congresso e ateou fogo no local. Os protestos começaram após uma manobra feita por senadores governistas e da oposição. Em uma ?sessão paralela?, eles aprovaram a reforma constitucional por unanimidade. Para isso, eles mudaram o regulamento da Casa, que previa uma maioria de 30 votos para poder aprovar a medida.   

Neste sábado, a medida deverá ser ratificada pela Câmara dos Deputados, que é comandada por governistas. Opositores ligados ao ex-presidente Fernando Lugo, que também foi tirado do cargo após uma crise institucional, acusam a manobra de ser um golpe parlamentar no Paraguai. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos