TSJ da Venezuela anula decisão que restringia Parlamento(2)

CARACAS, 1 ABR (ANSA) - O Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) anulou neste sábado (1) a sentença na qual decidiu vetar os poderes do Parlamento após o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pedir que a medida fosse revista. Segundo nota publicada no site do TSJ, a revisão tem "o propósito de manter a estabilidade institucional e o equilíbrio de poderes mediante os recursos contemplados na ordem jurídica".   

Nesta manhã, Maduro afirmou que não tinha conhecimento da medida. "Não sabia de nada que a Corte Suprema estava fazendo, não fui que escrevi a sentença".   

Na última quinta-feira (30), o TSJ suspendeu todas as funções da Assembleia Nacional, o Parlamento unicameral que era dominado pela oposição, concedendo, assim, plenos poderes ao presidente.   

A decisão do Supremo havia sido denunciada como um golpe de Estado pela oposição, o que desencadeou diversos protestos no país. O caso ainda provocou a convocação de embaixadores de diversos países e uma reunião de emergência do Mercosul - que pode expulsar a Venezuela do bloco. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos