Ministro paraguaio é demitido após morte de manifestante

ASSUNÇÃO, 02 ABR (ANSA) - O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, demitiu o ministro do Interior, Tadeo Rojas, e o comandante da Polícia, Crispulo Sotelo, após os violentos confrontos que culminaram na morte de um manifestante em Assunção, na última sexta-feira (31).   

Os atos foram realizados em resposta à aprovação no Senado de uma emenda constitucional que permite ao chefe de Estado concorrer a um segundo mandato, possibilidade hoje vetada pela lei.   

Na ocasião, manifestantes invadiram o Congresso e atearam fogo em objetos. Durante os confrontos com a Polícia, Rodrigo Quintana, de 25 anos, líder da juventude do Partido Liberal Radical Autêntico (PLRA), de oposição, morreu baleado na cabeça.   

O novo ministro do Interior, Lorenzo Dario Lezcano, garantiu à imprensa que as circunstâncias da morte serão esclarecidas "o mais rápido possível". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos