Trump diz estar pronto para 'resolver' situação de Pyongyang

NOVA YORK, 03 ABR (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou em entrevista neste domingo (2) que se a China não aumentar a pressão contra o governo da Coreia do Norte, seu governo "resolverá" sozinho os testes de mísseis feitos por Pyongyang.   

"Se a China não resolver com a Coreia do Norte, nós iremos. Isso é o que eu te digo", disse ao jornal britânico "Financial Times". De acordo com o republicano, seu governo está "pronto para tomar decisões unilaterais para eliminar a ameaça nuclear" dos norte-coreanos.   

As afirmações ocorrem poucos dias antes da visita do presidente chinês, Xi Jinping, aos Estados Unidos e Trump destacou que o caso da Coreia do Norte está "no centro" das conversas que os dois líderes terão na Flórida. O líder de Pequim estará nos EUA entre os dias 6 e 7 de abril.   

"A China tem uma grande influência sobre a Coreia do Norte e a China deve decidir se vai ajudar mais sobre a Coreia do Norte.   

Se o fizerem, será um bem para a China. Mas, se não fizerem, será bom para qualquer outro", acrescentou.   

Essa não é a primeira vez que o governo Trump ameaça o ditador Kim Jong-un. Recentemente, em um giro pela Ásia, o secretário de Estado, Rex Tillerson, afirmou que a "opção militar" pode ser avaliada pelos norte-americanos caso Pyongyang continue a realizar testes nucleares. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos