Terrorista de São Petersburgo seria ligado a milícias sírias

MOSCOU, 04 ABR (ANSA) - O suposto autor do ataque contra o metrô de São Petersburgo, na Rússia, cujos restos mortais já foram identificados, teria ligação com milícias rebeldes na Síria. A informação é da agência "Tass", que cita fontes próximas às investigações.   

O homem seria originário da Ásia Central, provavelmente do Quirguistão, e a polícia estaria buscando dois possíveis cúmplices, um homem e uma mulher, também da mesma região. Ainda de acordo com a "Tass", o explosivo não detonado encontrado em uma estação devia ter sido acionado por meio de um celular.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos