Itália e França suspenderão Acordo de Schengen durante G7

VENTIMIGLIA, 05 ABR (ANSA) - As autoridades de Itália e França suspenderão o Acordo de Schengen, tratado de livre circulação na Europa, no próximo mês de maio, durante a cúpula do G7 em Taormina, na Sicília.   

O encontro de sete das principais potências do planeta será nos dias 27 e 28 de maio, mas o controle de fronteiras será restabelecido entre 10 e 30. "Serão retomados os controles em todos os postos de fronteira. Não estamos preocupados com o fluxo migratório, mas sim com a eventual chegada de pessoas que possam causar distúrbio ou perigo [no G7]", disse Raffaele Cavallo, dirigente da polícia fronteiriça no noroeste italiano.   

A divisa entre Itália e França já foi palco de tensões nos últimos anos por conta do intenso fluxo de solicitantes de refúgio e deslocados externos na região, mas a situação tem se mantido calma em 2017.   

Ainda assim, como o G7 reunirá alguns dos maiores líderes mundiais, a segurança deve ser reforçada contra a ameaça terrorista, já que as duas nações estão em alerta máximo contra possíveis ataques.   

A cúpula contará com as presenças do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e da França, François Hollande; da chanceler da Alemanha, Angela Merkel; e dos primeiros-ministros da Itália, Paolo Gentiloni, do Japão, Shinzo Abe, do Reino Unido, Theresa May, e do Canadá, Justin Trudeau, além dos líderes da União Europeia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos