Autópsias confirmam ataque químico na Síria, diz ministro

ROMA, 06 ABR (ANSA) - O ministro da Justiça da Turquia, Bekir Bodzag, informou nesta quinta-feira (6) que as autópsias nos corpos de algumas vítimas sírias do ataque da última terça-feira (4), na província de Idlib, provam o uso de armas químicas.   

Pela ação ter ocorrido em uma área próximo à fronteira entre Turquia e Síria, os hospitais turcos receberam numerosas vítimas do atentado. De acordo com dados das autoridades locais, subiu para 86 o número de mortos na tragédia - sendo grande parte das vítimas mulheres e crianças.   

Ontem (5), uma reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas fracassou em achar uma resposta conjunta contrária ao massacre. Isso porque, o governo russo, que é aliado do presidente Bashar al-Assad, atribui o ataque aos rebeldes sírios enquanto os governos ocidentais apontam a culpa para mandatário sírio. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos