Moscou chama de 'absurdo' o cancelamento de visita de Johnson

MOSCOU, 8 ABR (ANSA) - O ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson, cancelou sua viagem a Moscou após a postura do governo russo de condenar o ataque feito pelos Estados Unidos na Síria. O encontro estava marcado para o dia 10 de abril.   

"Os acontecimentos na Síria mudaram a situação de maneira fundamental. A minha prioridade agora é trabalhar com os parceiros do G7 e construir um consenso para um trégua em terra e uma intensificação do processo político", escreveu o chanceler em um comunicado divulgado pelo Foreign Office neste sábado (8).   

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia afirmou que a decisão é um "absurdo".   

"O cancelamento da visita segue um recente adiamento. O Reino Unido usou diversas motivações. A impressão é que nossas contrapartes ocidentais vivem em uma espécie de realidade alternativa, onde em um primeiro momento buscam, unilateralmente, fazer projetos coletivos e depois os mudam, mesmo que nesse caso por questões unilaterais, usando razões absurdas", disse a porta-voz do Ministério, Maria Zakharova.   

A representante ainda afirmou que o governo russo "sempre foi a favor de relações estáveis baseadas no direito internacional", mas que "infelizmente, estabilidade e continuidade não estão mais presentes nas políticas externas do Ocidente". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos