Vivendi deve manter governança da Telecom

MILÃO, 10 ABR (ANSA) - A governança da Telecom Italia deverá permanecer invariada, no sentido de que o novo presidente terá as mesmas funções do atual, dizem fontes após a apresentação da lista dos candidatos para o conselho de administração (CDA) por parte da Vivendi, que controla 23,9% das ações da Telecom.   

A ideia do sócio francês é poder gerir uma empresa no qual investiu muito dinheiro em uma lógica industrial e de longo prazo, para o desenvolvimento e para o bem de todos os componentes.   

A assembleia da Telecom foi marcada para o dia 4 de maio enquanto o prazo para a apresentação das listas terminou neste domingo (9). Um espaço de tempo que deixa ainda um véu de incerteza sobre as escolhas finais, que terão que esperar o CDA que assumirá após a assembleia.   

Ainda que a ordem com a qual foi compilada a listar dos conselheiros, é possível que a indicação de que a figura idônea da Vivendi para ocupar a poltrona de presidente é do próprio CEO da marca, Arnaud de Puyfontaine. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos