Governo usa agência de SP para monitorar redes sociais

SÃO PAULO, 11 ABR (ANSA) - Em 2015, o governo contratou uma empresa de publicidade paulista para monitorar as redes sociais de milhões de brasileiros no que diz respeito a assuntos de política e desde então a companhia tem procurado e identificado os focos de manifestações e os seus "influenciadores".   


A responsável por analisar e processar toda essa informação é a Isobar Brasil, antiga Agência Click, de São Paulo, que, após trabalhar com esse serviço de "big data", manda tudo o que encontram para órgãos públicos, incluindo agentes de segurança. Monitorar redes sociais por órgãos públicos foi proibido pelo Facebook após a empresa de consultoria norte-americana Geoffedia ter sido acusada de ajudar a polícia a supervisionar o movimento Black Lives Matter em outubro do ano passado. Desde então, a proibição aparece nos termos de uso da plataforma. Além disso, o Marco Civil da Internet, sancionado em 2014 pela ex-presidente Dilma Rousseff, afirma que todos os dados pessoais e as postagens, mesmo de caráter público, não podem ser usados por ninguém sem o consentimento do usuário, que deve ser "livre, expresso e informado". Mesmo assim, segundo a advogada da empresa Internet Lab Jacqueline Abreu em entrevista ao jornal "Folha de S. Paulo", é difícil enquadrar esse monitoramento como ilegal já que não se sabe o que é feito com esses dados analisados ou "que tipo de interferência é feita a partir" deles. De acordo com a Secretária da Comunicação, em 2015, a Isobar Brasil recebeu R$ 13,8 milhões do governo para realizar serviços de comunicação digital, dos quais R$ 113 mil foram destinados a "monitoramento on-line". Já no ano passado, o total pago à empresa foi de R$17,6 milhões. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos