Grupo Leonardo-Finmeccanica amplia participação na Avio

MILÃO, 11 ABR (ANSA) - Após a abertura de capital da Avio na Bolsa de Valores de Milão, a fatia do conglomerado industrial Leonardo-Finmeccanica na empresa aeroespacial subiu de 14% para 28%.   

A operação também contou com a participação de mais de 40 executivos da Avio, que juntos terão uma parcela de aproximadamente 4%, enquanto o fundo de private equity Cinven deixou a sociedade.   

"Somos uma companhia pública tecnológica, com mais de 100 anos de história, a primeira no mundo especializada na produção de vetores espaciais que levam em órbita os satélites que tornam nossa vida na Terra mais fácil e segura", declarou o CEO da Avio, Giulio Ranzo.   

"A cotação nos permitirá acelerar nossos investimentos para o crescimento e desenvolvimento de novos produtos. Desde 2005 estamos trabalhando no novo lançador Vega C e nos motores da primeira parte do [foguete] Ariane 6, que voarão em 2019 e 2020.   

No início do ano iniciamos o desenvolvimento do Vega E, que voará em 2025", acrescentou.   

A Avio está entre os principais operadores internacionais em sistemas de propulsão espacial. Sua sede fica em Colleferro, na província de Roma, e a empresa está presente na Itália, França e Guiana Francesa com cinco plantas que empregam cerca de 760 pessoas. Entre seus principais clientes estão a Agência Espacial Europeia (ESA), e a Avio lançou em setembro passado quatro satélites para o Google Maps. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos