PF prende ex-secretário de Saúde do Rio por fraudes

SÃO PAULO, 14 ABR (ANSA) - Ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro no governo de Sérgio Cabral, Sérgio Côrtes foi preso nesta terça-feira (14) pela Polícia Federal na operação Fatura Exposta, que investiga fraudes no fornecimento de próteses para o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO). De acordo com as investigações, Côrtes teria favorecido a empresa Oscar Iskin, uma das maiores fornecedoras de próteses do Rio de Janeiro, durante o período em que fora diretor do INTO. Também foram expedidos outros dois mandados de prisão contra os empresários Miguel Iskin e Gustavo Estellita. O primeiro é sócio da empresa nas licitações junto ao INTO, já o segundo foi gerente comercial da Oscar Iskin. A operação Fatura Exposta é um desdobramento da Lava Jato e é baseada em delações de César Romero, ex-funcionário do INTO e da Secretaria de Saúde. Segundo a suspeita da PF, o esquema teria causado prejuízo de ao menos R$ 37 milhões. O ex-governador do Rio Sergio Cabral foi preso em 17 de novembro de 2016, na Lava Jato, acusado de desviar R$ 224 milhões em propinas. Ele é réu por corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos