Novo naufrágio no Mediterrâneo deixa 97 desaparecidos

ROMA, 13 ABR (ANSA) - Um bote com mais de 100 imigrantes clandestinos e deslocados externos naufragou nesta quinta-feira (13) na costa da Líbia, no mar Mediterrâneo, e deixou pelo menos 97 pessoas desaparecidas.   

Outras 23 sobreviveram e foram levadas a um centro de investigação em Trípoli, capital do país africano. As operações de resgate foram conduzidas pela Guarda Costeira da Líbia, que está recebendo treinamento da Itália para evitar que essas embarcações ilegais cheguem ao litoral europeu.   

Os imigrantes que viajavam no bote, cujo fundo estava totalmente destruído, eram todos africanos, mas não se sabe de quais países. O naufrágio ocorreu por volta de 10h (horário local), a seis milhas náuticas de Trípoli.   

Segundo o projeto "Missing Migrants" ("Migrantes Perdidos"), da Organização Internacional para as Migrações (OIM), mais de 26,8 mil pessoas já concluíram a travessia entre Líbia e Itália, no Mediterrâneo Central, em 2017, e outras 603 morreram ou desapareceram durante o trajeto.   

O tráfico de seres humanos tomou conta da costa da Líbia devido às dificuldades do país, fragmentado entre diversos grupos políticos, de controlar seu litoral. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos