Longe dos holofotes, Bento XVI completa 90 anos

CIDADE DO VATICANO, 16 ABR (ANSA) - Único papa a renunciar na história da Igreja Católica moderna, Bento XVI completa 90 anos de idade neste domingo (16), afastado dos holofotes que hoje estão virados para o Vaticano nas celebrações de páscoa. O alemão Joseph Ratzinger, que renunciou ao cargo em 11 de fevereiro de 2013, ficou oito anos na função ocupada atualmente pelo argentino Jorge Mario Bergoglio. Teólogo, professor, arcebispo de Munique e ex-prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Ratzinger é lembrado muito mais pelo seu gesto corajoso e inédito de renunciar ao papado que pelas suas ações e carreira na Igreja. Como Papa, Bento XVI tentou ativamente combater os casos de pedofilia e abusos sexuais dentro do clero e foi o primeiro a introduzir mecanismos de transparência nas contas da Santa Sé. Ao anunciar sua renúncia, Ratzinger justificou que seus problemas de saúde e sua idade avançada impediam que ele desenvolvesse seu papel de maneira exata. Nos bastidores, porém, vinham à tona escândalos e divergências com alas da Igreja que tornaram seu pontificado insustentável .   

Mas, de acordo com fontes locais, Bento XVI nunca se arrependeu da sua decisão. "Vejo cada dia mais que fiz o correto, o que deveria ser feito, após muita reflexão e conversa com o Senhor", confessou o alemão a seu biógrafo Peter Seewald.   

Sua renúncia levou à convocação de um novo conclave, o qual elegeu Francisco. Na última quinta-feira (13), Francisco visitou Bento XVI para desejar feliz aniversário. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos