França prende terroristas e eleva alerta para eleições

PARIS, 18 ABR (ANSA) - A polícia da França prendeu nesta terça-feira (18) dois suspeitos de planejarem atentados terroristas durante campanhas para as eleições que ocorrerão no próximo domingo (23). De acordo com fontes locais, "os ataques eram iminentes".   

Os detidos são cidadãos franceses, têm 29 e 23 aos de idade e já estavam na lista dos serviços secretos por atividades extremistas. Eles foram presos em Marselha, onde amanhã a candidata de extrema-direita Marine Le Pen, do partido Frente Nacional (FN), fará um comício, mas a polícia não sabe dizer ainda se ela seria um dos alvos dos terroristas. Além das prisões, a polícia francesa evacuou um prédio inteiro na cidade, que fica no sul do país, e encontrou um explosivo de TATP (triperóxido de triacetona).   

Os serviços de segurança também emitiram um alerta sobre os riscos de atentados durante as eleições de domingo, e ressaltaram que a possibilidade de terrorismo "é mais provável que nunca". "Nossa luta contra o terrorismo não tem trégua", disse o ministro do Interior da França, Matthias Fekl. A França é o país da Europa que mais sofreu com atentados terroristas nos últimos cinco anos, desde o massacre contra o jornal "Charlie Hebdo" até os ataques de Paris em 13 de novembro de 2015 e o atropelamento em Nice em 2016. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos