Porta-aviões dos EUA não está indo para Coreia, diz jornal

WASHINGTON, 18 ABR (ANSA) - Após o governo norte-americano anunciar que o porta-aviões Carl Vinson, e os quatro destroyers que o acompanham, teriam seu curso marítimo desviado e seguiriam para a costa da península coreana, a mídia norte-americana informou que os navios estão em um caminho oposto: em direção ao Oceano Índico.   

De acordo com o jornal "The New York Times", a frota está atualmente a 3,5 mil milhas de distância da península e participará - conforme já estava planejado - de exercícios militares com a força naval da Austrália.   

Na semana passada, a Casa Branca anunciou que estaria desviando a frota por conta dos constantes testes de mísseis feitos pelo governo da Coreia do Norte e, por diversas vezes no período, o presidente Donald Trump afirmou que "agiria sozinho" para resolver a questão. Preocupada com a situação, a China - que é parceira de Pyongyang - havia informado que uma guerra entre as duas nações poderia estar próxima.   

Uma foto que circula nas redes sociais, que seria da Marinha dos EUA, mostra o Carl Vinson atravessando o estreito de Sunda, que liga o Mar de Java ao Oceano Índico entre a Malásia e a Indonésia. Se for confirmado que o navio manteve sua rota, o caso poderá criar um constrangimento internacional para o governo Trump.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos