Invicta, Juventus tem defesa forte e ataque matador na Liga

SÃO PAULO, 20 ABR (ANSA) - A classificação da Juventus para as semifinais da Liga dos Campeões, contra o poderoso Barcelona, pode ter surpreendido muitas pessoas que esperavam que os italianos seriam uma presa fácil para Messi e companhia.   


No entanto, a Velha Senhora faz uma sólida campanha na competição tendo um ataque poderoso, com 17 gols em 10 jogos, e uma defesa extremamente competente - tendo tomado apenas dois gols durante toda a competição e ainda na fase de grupos.   


Na primeira fase, a Juve foi a líder invicta do grupo H conquistando 14 pontos em seis jogos - quatro vitórias e dois empates. Com 77,8% de aproveitamento, a Velha Senhora não deu chance para Sevilla, Lyon e Dínamo Zagreb, tendo marcado 11 gols e sofrido apenas dois.   


Nas oitavas, mais duas vitórias e a invencibilidade garantida.   


Contra o Porto, os italianos venceram o jogo de ida em Portugal por 2 a 0 e voltaram a vencer em Turim por 1 a 0.   


Já nas quartas, o que parecia um desafio extremamente difícil, foi facilitado pela categoria de Dybala e a sólida defesa da Velha Senhora. No jogo de ida, em Turim, os italianos não tomaram conhecimento de Messi e cia e venceram por 3 a 0 em um confronto memorável pela maior competição europeia. Ontem (19), a confirmação da disciplina tática: com os catalães precisando marcar ao menos três gols, o sistema defensivo de Massimiliano Allegri mostrou um time extremamente aplicado na defesa e que buscava o gol nos contra-ataques.   


Apesar da história e do peso da camisa, a Juve não estava entre as favoritas da competição por conta da "facilidade" que tem para conquistar o Campeonato Italiano - onde encaminha seu sexto título consecutivo. No entanto, o time de Allegri mostra um repertório técnico digno de sua história - que vai do futebol "matador" no ataque ao sistema de jogo defensivo perfeito.   


Questionado no fim da partida de ontem, o zagueiro Leonado Bonucci destacou que agora o "medo" passou para os adversários.   


"A Juve agora põe medo. Precisam pedir aos nossos adversários quem eles não querem encontrar nas semifinais. O nosso objetivo é ir para a final. Sabíamos que vínhamos jogar uma partida de risco, fomos competentes ao permanecer unidos e compactos. Foi uma grande prova de sacrifício e humildade", disse um dos líderes da equipe.   


Outro símbolo de Turim, o goleiro Gianluigi Buffon afirmou que a Velha Senhora "escreveu um pedaço da história" com a vitória contra o Barcelona. "Mas, a história mais bonita é sempre aquela que está para ser contada", acrescentou.   


Agora, a Juve espera seu adversário no sorteio marcado para esta sexta-feira (21). Além dos italianos, Real Madrid, Atlético de Madri e Monaco avançaram para as semifinais - que serão disputadas nos dias 2 e 3 e 9 e 10 de maio. A grande final da Champions ocorre no dia 3 de junho, no Millenium Stadium, na cidade de Cardiff, no País de Gales.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos