Macedônio é condenado em Roma por ligação com EI

ROMA, 26 ABR (ANSA) - Um militante do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) foi condenado nesta quarta-feira (26), em Roma, a oito anos de prisão por "ligação com associação com finalidade de terrorismo".   

Vulnet Maqelara, conhecido como Karlito Brigande, é originário da Macedônia e militou no Exército de Libertação Nacional (UCK), milícia albanesa que deflagrou uma rebelião contra o governo da nação balcânica no início deste século.   

O réu foi capturado na Itália em novembro de 2015, quando era procurado pelas autoridades macedônias por crimes contra a pessoa. Após prendê-lo, os carabineiros fizeram uma operação em sua casa e encontraram manuscritos em árabe com indícios de adesão ao radicalismo islâmico.   

Ele também mantinha contato com o tunisiano Firas Barhoumi, que se encontrava no Iraque para combater ao lado do EI e hoje está foragido. O plano de Maqelara, que conhecera Barhoumi em um período em que dividiram cela, era se juntar ao amigo e entrar para a luta jihadista.   

A sentença foi dada em segunda instância, e ainda cabe recurso.   

Na última segunda-feira (24), a Arma dos Carabineiros já havia detido um marroquino de 29 anos que planejava atentados terroristas na Itália. Além disso, o país expulsou em 2017 mais de 30 suspeitos de envolvimento com o extremismo islâmico.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos