Conmebol revela desvios na entidade de quase US$ 130 milhões

SÃO PAULO, 27 ABR (ANSA) - Duramente atingida pelo escândalo de corrupção que atingiu a cúpula da Fifa, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) revelou que cerca de US$ 128,6 milhões foram desviados da entidade entre os anos de 2000 e 2015.   


De acordo com documentos de uma auditoria externa revelados nesta quarta-feira (26), cerca de US$ 26,9 milhões foram desviados para o ex-presidente da Conmebol Nicolás Leoz, US$ 33,3 milhões foram desviados para contas bancárias não identificadas, US$ 58 milhões estiveram envolvidos em transferências bancárias a favor de terceiros "sem adequado suporte documental" e outros US$ 10,4 milhões foram a pagos a terceiros "de maneira suspeita".   


Durante a apresentação, o advogado Daniel Mendonça afirmou que os crimes serão investigados como apropriação indébita, associação criminosa, lesão de confiança e lavagem de dinheiro contra os acusados.   


O presidente da Fifa, Gianni Infantino, que estava presente no congresso da entidade realizado em Santiago, no Chile, destacou que a demonstração pública dos desvios é uma "pravo de transparência" das mudanças que estão sendo feitas no futebol mundial.   


"Passamos por tempos complicados, muito difíceis, mas é isso.   


Agora devemos nos concentrar sobre o futuro, temos que mostrar transparência, que estamos abertos", disse o líder da Fifa na abertura do Congresso. Desde que o escândalo estourou, muitos dos mais importantes dirigentes sul-americanos foram presos por corrupção e lavagem do dinheiro após ordens emitidas pelos Estados Unidos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos