Papa afirma a líder copta que 'sangue de inocentes nos une'

CAIRO, 28 ABR (ANSA) - O papa Francisco se reuniu com o líder da Igreja Ortodoxa Copta, papa Teodoro, nesta sexta-feira (28) e usou o termo "ecumenismo de sangue" para mostrar proximidade com o religioso egípcio durante o encontro ocorrido no Patriarcado Copta.   

"Ainda recentemente, infelizmente, o sangue de inocentes de fiéis desarmados foi cruelmente derramado. Único é o nosso martírio e os vossos sofrimentos também são os nossos sofrimentos, o sangue inocente deles nos une", disse Francisco.   

O líder da Igreja Católica convidou a rezar "para que tantos sacrifícios abram o caminho para termos um momento de comunhão plena entre nós e de paz para todos".   

"Quantos mártires nesta terra, desde os primeiros séculos do cristianismo, viveram sua fé heroicamente e até o fim, derramando seu sangue antes de renegar o Senhor e ceder às atrações do mal ou a tentação de responder o mal com o mal", acrescentou.   

Por sua vez, o papa Teodoro afirmou que a viagem de Jorge Mario Bergoglio ao Egito e à igreja copta é "um novo passo sobre o caminho do amor e de fraternidade entre os povos".   

"Você é um símbolo da paz em um mundo atormentado por conflitos e por guerras. Um mundo que anseia e que deseja ardentemente esforços sinceros para difundir a paz e o amor e para combater a violência e o extremismo", afirmou o representante ortodoxo.   

"Santidade papa Francisco, queremos ainda expressar a nossa valorização pela vossa amada pessoa e pelo vosso papel na cena mundial, que ficou evidente desde o início do vosso mandato com a escolha do nome de São Francisco de Assis", ressaltou Teodoro referindo-se à peregrinação do santo católico para "uma das mais importantes experiências de diálogo intercultural da história".   

Após o encontro religioso no Patriarcado, os dois líderes seguiram em caminhada até a Catedral de São Marcos, para uma oração ecumênica. O local foi palco de um dos atentados do início de abril, quando 29 pessoas morreram em um atentado terrorista feito pelo grupo Estado Islâmico (EI).   

Bergoglio colocou uma coroa de flores na entrada da igreja como forma de homenagear aqueles que morreram na ação terrorista.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos