Morre 'avô Ghoto', que dizia ser o homem mais velho do mundo

ROMA, 1 MAI (ANSA) - Morreu nesta segunda-feira (1) Mbah Gotho, também conhecido como Sodimedjo ou "avô Ghoto", que dizia ser o homem mais velho do mundo.   


O idoso afirmava ter 146 anos, a maior idade já registrada na história moderna, dizendo ter nascido na Ilha de Java, na Indonésia, em dezembro de 1870. O problema é que o país só começou a registrar oficialmente os nascimentos em 1900 - o que faz com que a história do "avô Ghoto" nunca fosse comprovada.   


Fumante convicto, Gotho foi casado por quatro vezes - com todas as esposas morrendo antes dele - e um número não calculado de filhos.   


O "Guinness Book" registra como a pessoa mais velha da história a francesa Jeanne Louise Calment, que chegou aos 122 anos e morreu em 1997. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos