Trump diz que ficaria 'honrado' em encontrar ditador coreano

WASHINGTON, 1 MAI (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que se sentiria "honrado" em encontrar o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un. A declaração foi dada nesta segunda-feira (1) em entrevista à agência "Bloomberg News".   

"Se for apropriado para mim encontrar com ele, eu iria, absolutamente. Eu me sentiria honrado em fazer isso", disse o mandatário. "Muitos líderes políticos não diriam isso nunca, mas eu digo: em condições corretas, eu o encontraria", acrescentou.   

Ontem (30), em outra declaração, o republicano destacou que o ditador era uma pessoa "muito esperta" porque conseguiu manter o poder "em meio a pessoas muito duras".   

A Coreia do Norte vem fazendo uma série de movimentos militares que têm irritado a Casa Branca, que já faz exercícios militares com os aliados da Coreia do Sul. Trump já ameaçou atacar o país e, após um teste com míssil ter falhado na sexta-feira (28), disse ainda que Kim Jong-un estava desrespeitando a China.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos