Tem viagem marcada com a Alitalia? Confira o que fazer

SÃO PAULO, 2 MAI (ANSA) - A grave crise financeira que a companhia aérea Alitalia atravessa teve um novo capítulo nesta terça-feira (2), quando o conselho de adminsitração aprovou a nomeação de um comissário do governo para gerir a empresa.   

A situação se agravou após os funcionários rejeitarem em plebiscito a demissão de 980 funcionários que daria em troca um investimento de dois bilhões de euros dos sócios e dos credores na empresa.   

Entre os possíveis cenários para a solução da crise está a venda da empresa, a manutenção dela com o aporte financeiro de empresas ou governo ou o decreto de falência. No entanto, o primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni, já informou que descarta a nacionalização da Alitalia. Mas, como fica a situação dos passageiros que pretendem comprar bilhetes da empresa ou que já tem tickets comprados? De acordo com uma declaração oficial do conselho administrativo da companhia aérea, nenhum voo será alterado e a programação oficial será mantida no momento. Confira as principais dúvidas: - Meu voo será cancelado? A princípio, tudo está mantido. Tanto os voos operados pela Alitalia como aqueles que fazem o chamado "codeshare", ou voos colaborativos, estão mantidos normalmente.   

- Há riscos em comprar bilhetes aéreos da Alitalia? A situação ainda não está clara, mas a princípio, não há problemas. No entanto, de acordo com fontes consultadas pelo jornal "Corriere della Sera", empresas estão adiando as compras das duas próximas semanas para aguardar qual será a real situação da empresa após a indicação de um comissário do governo.   

Pesquisas feitas pela ANSA no site da Alitalia, de voos partindo de aeroportos brasileiros, mostraram que estão disponíveis passagens até o fim do ano normalmente. - Há risco da Alitalia perder a licença para voar? Para uma companhia operar na Itália, ela precisa ter a autorização da Entidade Nacional da Aviação Civil (Enac).   

De acordo com uma entrevista do presidente da Enac, Vito Riggio, para o "Corriere", a autorização de voos continuará valendo até a nomeação do comissário e, a partir de então, "será concedida uma autorização temporária renovadada mês a mês". Sobre o tempo que demorará essa autorização, Riggio afirmou que tudo será mantido normalmente até a decisão final.   

- O que acontece com o programa de fidelidade Mille Miglia? O problema nesse caso surgiria apenas em caso de falência da companhia aérea. Caso isso ocorra, o mais provável é que os passageiros precisarão recorrer à Justiça para reaver o crédito obtido com a compra de passagens. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos