Conheça Zannone, a 'ilha da orgia' na Itália

SÃO PAULO, 3 MAI (ANSA) - Por Ana Ferraz. Entre as cidades de Roma e de Nápoles, na costa oeste da Itália, encontra-se a pequena Zannone, ilha paradisíaca dona de uma natureza exuberante, de águas turquesas e de construções rochosas incríveis. No entanto, nem todos sabem que este pedaço de terra, agora esquecido e sem nenhum morador, já foi conhecido como a "ilha da orgia".   


A fama da cidade, que pertence à região do Lazio, começou no final da década de 1960 e no começo da de 1970. Durante este período, o marquês Camillo Casati Stampa, herdeiro de uma das famílias mais ricas e nobres da Itália, e sua esposa, a atriz Anna Fallarino, eram anfitriões de festas marcadas por muito sexo selvagem, orgias, álcool e drogas em um enorme casarão colonial de pedra branco, única construção da ilha. Anos depois, milhares de garrafas de bebidas foram encontradas na área, comprovando as festas dos apaixonados, que muitas vezes envolviam máscaras e fantasias. Por ser um local isolado, Zannone era perfeita para que as atividades ilícitas e obscenas do marido e mulher passassem quase desapercebidas. O marquês era um voyeur que gostava de ver sua esposa ter relações sexuais com homens mais jovens e de tirar fotos dessas cenas. Cerca de 1,5 mil dessas imagens, nas quais Fallarino aparece nua em poses sexys sozinha ou com seus amantes, aliás, foram encontradas em ótimo estado em gavetas do escritório do marquês. Segundo moradores mais antigos de ilhas vizinhas de Zannone, enquanto Stampa ia caçar na região, sua mulher ia nadar sem roupas nas antigas e belas piscinas romanas do local com bilionários, duques, condes e outros membros da nobreza italiana da época, que eram convidados de honra do casal.   


No entanto, a história de Stampa e Fallarino terminou em tragédia. Em 1970, a atriz, a primeira italiana a realizar um transplante de silicone nos seios, se apaixonou por um de seus amantes e começou a ter um caso escondido com ele.   


Um dia, o marquês encontrou sua mulher com o homem na cama de seu luxuoso apartamento em Roma. Consumido pelo ciúmes, o nobre matou o casal a tiros e depois se matou com a mesma arma.   


Pela história repleta de luxúria, ciúmes, traição e mortes, Zannone acabou se tornando um destino cobiçado por vários turistas, na sua maioria casais jovens e ricos, que são levados ao local por guias turísticos das ilhas vizinhas. Na região, que conta apenas com a casa do marquês de construção humana e com carneiros de habitantes, os visitantes aproveitam para andar pela região, admirando a paisagem, conhecendo o casarão dos antigos proprietários e nadando nas mesmas águas nas quais Fallarino teve alguns de seus casos mais tórridos e sórdidos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos