Morte de senegalês revolta imigrantes em Roma

ROMA, 03 MAI (ANSA) - A morte de um senegalês durante uma operação da Polícia de Roma contra vendedores ambulantes causou revolta entre imigrantes na capital italiana.   

Segundo algumas testemunhas, Nian Maguette, de 54 anos, caiu e bateu a cabeça no chão após ter sido atropelado pela scooter de um dos guardas enquanto tentava fugir da inspeção.   

O episódio aconteceu em uma esquina da Lungotevere, via que margeia o rio Tibre, no centro de Roma, e motivou um protesto de dezenas de imigrantes, principalmente da África, contra a Polícia.   

Maguette, que estava havia mais de 20 anos na Itália e tinha dois filhos, estaria sendo perseguido por guardas à paisana, informação que foi negada pelas autoridades. "Não existe relação direta entre a operação contra ambulantes e a morte do cidadão senegalês, ocorrida a cerca de 500 metros de distância", diz um comunicado da Polícia de Roma.   

Além disso, o vice-comandante Antonio Di Maggio garantiu que Maguette não estava sendo perseguido. Outras testemunhas ainda contaram ter visto o imigrante se agachar no chão enquanto estava sozinho, levantando a hipótese de um infarto.   

A Procuradoria da capital italiana abriu um inquérito para investigar as causas do falecimento e já determinou a realização de uma autópsia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos