Candidatura de forte veneziano a Patrimônio da Unesco avança

ROMA, 9 MAI (ANSA) - A candidatura das "Obras de Defesa Venezianas entre os séculos 15 e 17" - fortificações históricas construídas por mais de mil quilômetros entre Itália, Croácia e Montenegro - na lista dos Patrimônios Universais da Unesco teve um importante avanço nesta semana com o apoio de uma importante instituição internacional. Segundo o Ministério dos Bens Culturais da Itália, o Mibact, o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (Icomos) começou, com uma recomendação do Comitê do Patrimônio Universal da Unesco, a apoiar a inscrição de locais como Bérgamo, Palmanova, Peschiera del Garda, na Itália; Zadar e Sibenik, na Croácia; e Kotor, em Montenegro, cidades próximas ao Mar Adriático que abrigam parte das construções. A validação definitiva da candidatura, no entanto, deverá ser decidida, reconhecida ou negada, durante a 41ª sessão do Comitê do Patrimônio Universal da Unesco, que acontecerá na Cracóvia, na Polônia, de 2 a 12 de julho. A proposta de candidatar as famosas "Obras de Defesa Venezianas", relembra o Mibact, foi apresentada em janeiro de 2016 pela Itália junto com Croácia e Montenegro. O projeto reúne os sistemas defensivos "modernos" mais representativos da República de Veneza, que também era conhecida como a "Serenissima", deslocados no "Stato di Terra", a porção italiana de terra que pertencia à república, e no "Stato da Mar", territórios que também pertenciam ao país e que estavam na costa do Mar Adriático e do Mediterrâneo Oriental. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos