Colombianos devolvem objetos saqueados de avião da Chape

SÃO PAULO, 09 MAI (ANSA) - Mais de 200 objetos que pertenciam às vítimas da tragédia da Chapecoense serão devolvidos nesta terça-feira (9) aos familiares, durante uma cerimônia em frente à igreja da pequena cidade de La Unión, perto de Medellín, na Colômbia.   


Horas após a queda do avião, em novembro do ano passado, saqueadores levaram celulares, anéis, carteiras, relógios, notebooks e outros pertences das vítimas. Os furtos aconteceram durante a busca por sobreviventes e a retirada dos corpos.   


Em dezembro do ano passado, após objetos como uniformes da Chape terem aparecido na pequena cidade de 19 mil habitantes, um grupo de moradores decidiu criar uma associação para recuperar os pertences das 71 vítimas do voo da LaMia.   


Segundo o jornal "Folha de S. Paulo", a mobilização dos moradores do povoado começou quando o professor Juan Carlos Vallejo viu calças, meias e camisetas jogadas na mata. Ele sentiu que cuidar daqueles bens seria uma forma de lidar com o trauma.   


A "Cooperación Binacional de Hermandad La Unión-Chapecó", que pedia para as pessoas devolverem os objetos, começou fraca, mas cresceu nas últimas semanas e hoje conta com 85 voluntários.   


Cada uma das vítimas foi apadrinhada por um cidadão local e será homenageada durante a cerimônia.   


Ainda segundo a "Folha de S. Paulo", 14 convidados, entre sobreviventes e familiares das vítimas, confirmaram presença no evento, incluindo os jogadores Alan Ruschel e Neto, o ex-goleiro Jackson Follmann e o jornalista Rafael Henzel, que estavam no avião. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos