Coreia do Sul vai às urnas após impeachment de Park Geun-Hye

PEQUIM, 9 MAI (ANSA) - A Coreia do Sul elege nesta terça-feira (9) um novo presidente, em eleições antecipadas devido ao impeachment de Park Geun-Hye, pivô de um escândalo de corrupção e influência política. De acordo com as pesquisas de boca de urna, o candidato Moon Jae-in, do Partido Democrático, deve ser eleito. Ele tem cerca de 40% das intenções de votos. Por volta das 17h locais, faltando três horas para o fechamento das urnas, a Comissão Eleitoral registrava uma afluência de 70%.   

A expectativa é que o comparecimento supere os 80% pela primeira vez desde 1997.   

A alta participação se deve à possibilidade de eleitores votarem antecipadamente, opção exercida por 11 milhões de pessoas, cerca de 26% do total.   

Uma vitória de Moon, de 64 anos, significa uma alternância do poder no país, após 10 anos de governo dos conservadores. Park Geun-Hye foi afastada da Presidência da Coreia do Sul pela relação com sua amiga, Choi Soon-sil, que, apesar de nunca ocupar cargos oficiais, usava sua influencia para obter milhões de dólares de empresas do país. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos